Myelom-Gruppe Rhein-Main

Data da última actualização: 12 de Janeiro de 2013

Reembolso dos custos

Os exames e o tratamento de uma doença oncológica acarretam, assim como os cuidados posteriores, uma grande despesa económica. Nem sempre é evidente que métodos de diagnóstico e tratamento ou medidas de reabilitação estejam cobertos ou sejam reembolsados. A par destes custos "directos", há também uma série de custos "indirectos" que têm um papel importante: despesas de deslocação, ajuda doméstica, serviços de enfermaria, sessões de aconselhamento, meios auxiliares, etc. Estas despesas não estão igualmente sempre cobertas ou não são reembolsadas a 100 % pelo seguro de saúde ou pela entidade correspondente.

Regra geral, pode informar-se junto da centro de seguro local ou das autoridades competentes sobre as prestações a que tem direito, bem como sobre as despesas directas e indirectas que estarão cobertas pelo seguro e as autoridades de saúde, o que tem de pagar e o que lhe pode ser reembolsado. Muitas vezes, os centros de informação ao consumidor, os centros de informação a doente com cancro ou os grupos de auto-ajuda podem oferecer igualmente informações úteis acerca da cobertura ou o reembolso dos custos.

Algumas organizações oferecem aos doentes com cancro ajuda económica em determinadas condições ou disponibilizam, pelo menos, informação a este respeito. Em qualquer caso, vale a pena entrar em contacto com um centro de informação e aconselhamento sobre o cancro na sua proximidade. Algumas organizações também podem ajudá-lo a requerer determinadas prestações. Se não tiver nenhum seguro de saúde público ou privado, dirija-se a um centro de informação público ou religioso na sua proximidade, por exemplo, um centro de informação sobre o cancro, a autoridades sanitárias, loja do cidadão, telefone da esperança, etc.. Aí ficará a saber o melhor que pode fazer. Tenha em atenção que, em outros países de língua portuguesa, existem outras legislações e, por isso, podem haver outras possibilidades de apoio. Pode obter informações mais detalhadas a este respeito nas organizações correspondentes no respectivo país.

Se não for possível esclarecer por si mesmo todas as dúvidas e fazer os passos necessários, por exemplo, o preenchimento de formulários complicados, peça ajuda a uma pessoa da sua confiança. Se necessitar de aconselhamento jurídico relativo ao reembolso, dirija-se a um centro de informação público ou religioso, a um centro de informação ao consumidor, a uma organização de combate ao cancro ou a algum grupo de auto-ajuda na sua proximidade. Regra geral, pode obter aí informações sobre onde poderá obter o apoio e o aconselhamento jurídicos necessários.
Se pretender fazer algo para melhorar as condições legais que regulam o reembolso de custos aos doentes oncológicos, clique aqui.