Myelom-Gruppe Rhein-Main

Data da última actualização: 12 de Janeiro de 2013

Terapia com altas doses e transplante de células estaminais

Estudos demonstraram que, com o uso do melfalano em doses muito altas, consegue-se alcançar uma remissão completa em muitos doentes (desaparecimento completo dos sinais e sintomas). No entanto, a terapia com altas doses tem efeitos adversos na medula óssea. A consequência é uma diminuição forte de glóbulos brancos, associada a um elevado risco de infecções. Na terapia do mieloma múltiplo com altas doses, os seguintes métodos têm-se entretanto estabelecidos:

  • Administração de factores de crescimento que aceleram a produção de glóbulos brancos. Estes factores são chamados factores de crescimento granulocitários (G-CSF).
  • Retransfusão de células estaminais da medula óssea ou de células periféricas (presentes na circulação sanguínea), recolhidas antes de uma terapia de alta dose. Este método é designado por transplante autólogo de células estaminais (do próprio corpo).

Pergunte ao seu médico se um transplante autólogo ou até mesmo um transplante alogénico (com células estaminais provenientes de outra pessoa) em combinação com uma quimioterapia de altas doses está indicado e quais são os riscos associados ao estes métodos.